Main menu:

R.P.G. Piracaia


Go to content

News

Descrevendo um Sonho

 

Changeling é o quinto jogo da White Wolf , encerrando, com grande estilo a série World of Darkness. Descrevê-lo com palavras é como descrever a um sonho pois assim o é. É necessário experimentá-lo, vivê-lo e senti-lo, adentrar um mundo onde tudo é possível e maravilhoso e ao mesmo tempo frio e apavorante. Changeling é um jogo de temática adulta, um conto de fadas, que vai contra a hipocrisia e demagogia de um mundo tão racional. Tentarei passar-lhes um pouco da experiência do jogo, mas devo alertá-los, a partir do momento em que abraçarem seus sonhos, talvez não tenham controle sobre eles...



Era uma vez um tempo onde tudo era permitido. O mundo espiritual dos sonhos e da magia somente eram cores na grande colcha de retalho da realidade. Dragões e Griffos voavam cruzando ares e terras enquanto homens viviam em tribos aprendendo, com as fadas, o maior de todos os seus dons, a arte de sonhar.


As fadas, nessa época de lendas, eram reverenciadas (e possuiam o poder) como deuses e se ocupavam em inspirar a raça humana os ensinando a celebrar a vida com danças, canções e amor. Com os sonhos elas podiam tudo, então resolveram ceder o que lhes era mais importante aos mortais a fim de que não somente elas pudessem gozar a vida, como também moldá-la, às suas vontades. Também isso permitiria que o povo dos sonhos pudessem viver em proteção e harmonia.



No entanto, com os sonhos impuros dos homens, vieram também a ganância, violência, corrupção e medo. As fadas, que ensinaram os homens a sonhar, agora estavam dependendo, como se fosse de uma droga, dos sonhos mortais para sobreviverem. Tamanho era esse fato que os filhos do sonhar começaram a copiar costumes e cultura de seus aprendizes, se calcando em uma monarquia feudal, numa distinção entre nobres (Sidhes) e comuns (outros Kiths, método pelo qual os Changelings são divididos). Onde tudo era antes paz e igualdade, agora havia subjugação em campos de guerra ou dos conflitos cada vez maiores entres as cortes Seelie (luz) e Unseelie (escuridão). Fica como uma observação que as duas, apesar de rivais, reinavam uma vez por ano se alternando de primavera e verão a outono e inverno.



Os líderes das fadas, belos e orgulhosos, se tornaram reis, duques, condes, e barões das terras do sonhar. Também eles decidiram com o "consentimento" dos outros, a elaboração de um ritual que afastasse os mortais de todas as fadas, senão em sonhos. Foi criado então as Névoas que atingiram os humanos fazendo-os esquecerem de qualquer relação que poderia haver entre eles e o povo mágico. Humanos que agora se calcavam na razão e afastavam, quando não podiam destruir, o que lhes era estranho.



Em 1233, com a inquisição e sua caçada frenética a qualquer criatura sobrenatural, um processo começou a se desencadear, o Sundering, nome dado a contínua separação entre o reino dos sonhos, Arcadia, do plano fisico da Terra., pelo fechamento dos trods (passagens entre o sonho e a realidade). Os Sidhes, prevendo o inevitável, apavorados e indiferentes ao bem estar dos outros, fugiram para Arcadia pouco a pouco, até que por volta de 1347, com a Peste Negra e com o avanço contínuo do "humanismo" (tendência filosofíca) todos os Trods solidificaram-se e explodiram de uma única vez, cessando qualquer meio de acesso a Arcadia. A este acontecimento foi dado o nome de Shattering. Sobraram na Terra apenas os "comuns" e uma casa de nobres Sidhes que não representavam, em sua totalidade, nem a sua centésima parte.



O período que veio a seguir se chama Interregnum e foi um tempo de mudanças. As cortes Seelie e Unseelie fizeram um pacto de tolerância tão forte que até hoje as fadas possuem uma corte predominante mas características da outra. Também viajaram bastante, seja a procura de novos freeholds (porções de sonho na realidade) ou devida a necessidade de isolamento da Banalidade crescente no mundo. Mas a principal mudança veio da necesidade de se adaptar. As fadas desenvolveram um ritual que as fazia existir em meio a banalidade, escondidas a olhos racionais e às névoas. Se consistia em mergulhar seus espíritos no corpo de um feto e fundir sua alma à dele, atravessando as névoas, esquecendo toda a sua vida anterior, mas acordando novamente (nem sempre) como uma borboleta que passa pela crisálida e não tem consciência de que era uma larva. Nascem então os Changelings. Humanos com almas de fadas que inconscientes do que são,acordam em determinado momento da vida onde o sonhar os dêem tanta emoção que o Glamour que os certam os beijam cedendo novas asas em uma nova vida. Alguns rejeitam esse mundo de ilusão, crendo que estão loucos, e tem como objetivo de vida, se curar da melhor maneira possível, destruindo todos os sonhos e criaturas míticas que possam encontrar, são os chamdos Dauntain. É importante ressaltar que nem tudo mudou. Havia uma necessidade de se fixar em algo do passado, algo que lembrasse suas origens. Os Changelins então continuaram adotando o sistema monárquico ainda calcado em feudos, assim chamados freeholds.



O Glamour é essência da criatividade , da esperança e dos sonhos. É um orgasmo breve e prazeiroso, é um beijo da mulher amado ou o sorriso de uma criança. É tudo e vida para os Changelings. Pouco a pouco os essa raça diminuía seu número seja por guerras, seja pela escassez de Glamour, até que em 1969, o homem chegou à lua. Tamanha foi a imaginação e criatividade que surgiu no mundo que o Glamour distorceu a realidade reabrindo novos Trods e abrindo passagem novamente para que os Sidhes voltassem. Reclamando seu direito de nobreza de nobres de toda as partes do mundo, adaptaram-se ao modo Changeling e guerrearam a maior guerra que se teve conhecimento em toda a história do sonhar. Alguns lugares estão em guerra até hoje, outros como o reino de Concordia (EUA) já chegaram a uma paz.



Até quando os sonhos serão pesadelos? Depende apenas dos jogadores...

 

Publicada em: 06/11/07

 

Fonte:RedeRPG


rpgpiracaia.com.br 2007 | rpgpiracaia@rpgpiracaia.com.br

Back to content | Back to main menu